regina@cryptoid.com.br

Estamos em novo endereço. Encontre-nos lá!

Faça parte desse projeto você também!

Conteúdo

O objetivo desse Blog é apresentar essa fantástica e importante tecnologia, de forma simples, para que pessoas que não dominam aspectos técnicos também possam acompanhar a evolução da adoção da Certificação Digital e o universo que gira ao seu redor:

Certificado Digital para Assinatura e Sigilo, Certificado de Atributo, Carimbo do Tempo, Documentos Eletrônicos, Processos Eletrônicos, Nota Fical Eletrônica, TV Digital, Smart Card, Token, Assinador de Documento, Gerenciador de Identidades etc..

Este Blog publica matérias e artigos extraídos da mídia que expressam a opinião dos respectivos autores e artigos escritos por mim que expressam, exclusivamente, minha opinião pessoal sem vínculo a nenhuma organização.

Matérias organizadas por data de publicação

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Certificados digitais: atenção a renovação

Cerca de 650 mil documentos emitidos em 2011 e com validade de três anos terão que ser trocados no último trimestre de 2014; mídia usada para armazená-los também será substituída












Certificados digitais precisarão de renovação
Foto: Fotos públicas

São Paulo - Uma estimativa feita pela Boa Vista, administradora do Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC), aponta que, no último trimestre de 2014, cerca de 650 mil certificados digitais emitidos em 2011, e com validade de três anos, devem ser renovados.

A previsão foi feita com base em dados divulgados pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI). A substituição das mídias (cartão e token) também foi ressaltada pela companhia em relação à renovação.

De acordo com Angelo Tonin, diretor de Identidade Digital da Boa Vista, a maior parte das empresas que adquiriu certificados em 2011 era composta por 20 ou mais empregados e precisou se adequar ao uso do certificado digital, em atendimento às normas da Caixa Econômica Federal para a transmissão de arquivos de Recolhimento do FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) e da Previdência Social (SEFIP e GFIP).

"Há três anos houve um pico de emissões de certificados digitais para atender à obrigatoriedade da Caixa. Como a maioria era de certificados tipo A3, com validade de três anos, estimamos que mais de 650 mil certificados estejam no período de renovação", afirmou Tonin.

"Neste momento, também é importante observar a necessidade da troca da mídia usada para armazenar o certificado, ou seja, cartão e token, pois houve uma atualização na tecnologia dos certificados digitais (cadeia V2), e as mídias em uso antes desta data precisam ser substituídas", complementou o diretor de Identidade Digital da Boa Vista.

Escolha do melhor

Para empresas e escritórios de contabilidade, a Boa Vista sugere o uso do e-CNPJ tipo A3. Para os funcionários vinculados a essas empresas e que trabalharão com as transmissões das informações de FGTS (procuradores), a Boa Vista recomenda informar o PIS nos novos certificados digitais, que devem ser e-CPF.

Para profissionais autônomos, a recomendação também é do e-CPF, desde que tenha o CEI (obrigatório). A empresa recomenda ainda que antes da renovação seja levado em consideração o custo-benefício dos certificados digitais disponíveis no mercado, para que a escolha contemple o que mais se ajusta às necessidades da companhia.

Como fazer

A renovação ou aquisição do certificado digital pode ser feita no www.certificadoboavista.com.br. No portal é possível comprar, agendar o dia e horário para a validação presencial e ainda obter suporte técnico por meio de chat, se necessário. Ao fazer a compra de um certificado digital da Boa Vista, o solicitante recebe por e-mail a confirmação do pedido e os dados do agendamento para a validação presencial.

Ao comparecer ao ponto de atendimento na data agendada, com os documentos obrigatórios, o responsável já sai com o certificado digital pronto para ser usado de imediato. Caso não saiba a validade do certificado digital, o usuário pode acessar o site da Boa Vista também e testar seu certificado acessando o menu inferior da página para obter essa informação, independentemente de qual tenha sido o fornecedor do certificado anteriormente.

Fonte: http://www.dci.com.br/economia/